Começando com o nosso blogue…

11/04/2016

Dra. Ksenia Gnevsheva, Conselheira de Ciência Linguística no FluentIQ

Então, parece que aprender inglês não envolve apenas repetição e prática. Como uma cientista em linguística, posso te falar que há 4 componentes chave para aprender qualquer idioma. Caso você os conheça e se concentre neles, você avançará mais rápido rumo à fluência em inglês.

Há literalmente milhares de blogs lá fora, todos prontos e disponíveis para ajudá-lo a alcançar seus objetivos com o inglês. O que diferencia o GET FLUENT de todos estes outros recursos de aprendizagem de inglês é que ele vem diredo do mundo da ciência linguística. Eu sou a Dra. Ksenia Gnevsheva e sou conhecida por ser uma desbravadora na minha área..  Eu também sou a principal Conselheira de Ciência Linguística no FluentIQ, aonde nós desenvolvemos o primeiro aplicativo de “ginástica” para estudantes de inglês. Na FluentIQ nós o desafiamos a se avaliar no FluentIQ  e ver se o seu inglês está pronto para o mundo real.

Antes de você começar, aqui estão algumas coisas que você deve saber sobre aprender inglês:

1. Se motive!
Está provado que estudantes motivados aprendem e melhoram sua comunicação em inglês várias vezes mais rápido. Você tem que se responsabilizar pelo seu progresso, pela sua prática e pelo seu esforço. A não ser que você tenha menos de doze anos de idade, você não vai aprender inglês do dia pra noite sem se esforçar  – mesmo se você estiver cercado de falantes de inglês todos os dias. Para uma maneira divertida de se manter no rumo, certifique-se de assinar a nossa Daily Practice. São 30 segundos de prática fácil de inglês para te incentivar!

2. Mantenha a nível pessoal
Pesquisas mostram que cada pessoa tem diferentes desafios de pronúncia que dependem de sua personalidade, seu idioma nativo e sua vivência. Em vez de trabalhar em todas as partes da pronúncia do inglês, conheça suas fraquezas para que você possa parar de desperdiçar seu tempo e focar-se no que é realmente importante.

3. Intonação, ênfase e rítmo
A Ciência Linguística nos diz que melhoras na intonação tem o maior efeito em termos de ser compreendido. Ouça atentamente a intonação, ênfase das palavras e rítmo de um falante nativo. Isto será muito mais útil para você no seu treino do que tentar copiar a pronúncia de sons individuais de outras pessoas. Para mais ajuda, leia essas dicas do British Council.

4. Pronúncia dos Sons
Estudos clínicos mostram que você tem que reconhecer as diferenças entre dois sons antes de poder reproduzi-los como dois sons separados. Parece óbvio, mas para muitos estudantes alguns sons em inglês são difíceis de diferenciar uns dos outros. Se você não consegue ouvir, não conseguirá falar!!  Então foque primeiro na compreensão. Para ajudar com sua pronúncia, você pode ver o Daily Practice – onde você encontra um tutorial semanal da Darcy do FluentIQ.
Se você ainda não for inscrito, inscreva-se já para conseguir sua conta grátis FluentIQ. Faça a avaliação de 15 minutos e verifique cuidadosamente a sua avaliação. Tudo que você terá que fazer é focar e praticar por pelo menos 15 minutos todos os dias. Depois de uma semana e prática, volte ao FluentIQ e veja novamente quanto você progrediu e descubra qual deve ser o seu foco durante a próxima semana. É simples assim!

Semana que vem eu vou compartilhar 5 atalhos fantásticos para acelerar a melhoria do inglês. Assine agora e você não irá perder. E, se você estiver achando isto útil, certifique-se de compartilhar com seus amigos. Desejo a você uma semana fantástica!

:) Ksenia

Publicado por Ksenia
Posted by: Publicado por Ksenia

Ksenia é a nossa linguísta, especializada em sotaques. Ela está interessada em como os sotaques mudam e como as pessoas podem ouvir os sotaques de maneira diferente.